Auto-percepção das competências profissionais em profissionais de desporto: effeito da área de intervenção da experiêcia profissional

Repositorio Dspace/Manakin

español português english

Auto-percepção das competências profissionais em profissionais de desporto: effeito da área de intervenção da experiêcia profissional

Mostrar el registro completo del ítem

Título: Auto-percepção das competências profissionais em profissionais de desporto: effeito da área de intervenção da experiêcia profissional
Autor: Batista, Paula; Matos, Zélia; Graça, Amândio
Resumen: Según Cheetham y Chivers (1998), la competencia profesional es una construcción específica influenciada por una multitud de factores, incluida la competencia en auto y hetero-percepción. En esta línea de entendimiento Nascimento (1999) afirma que el éxito depende no sólo de conocimientos y procedimientos, sino también el dominio mostrado en relación con ellos. Este estudio tiene como finalidad principal examinar los niveles de competencia de la auto-percepción en el deporte profesional. La muestra se compone de 1.514 sujetos que ejercen su profesión en tres contextos de la práctica: la Educación Física, entrenamiento y acondicionamiento físico. Se utilizaron tres escalas de auto-percepción de la formación profesional específica en habilidades para el Deporte (adaptado de Nair, 1999; Feitosa, 2002): uno dirigido a profesores de Educación Física, los otros entrenadores, y un tercero para los profesores / instructores Fitness. En el procesamiento de los datos se utilizaron medidas básicas descriptiva y análisis multivariado de las variables dependientes (multivariable Modelo Lineal General), para verificar si los factores de campo profesional, experiencia profesional y la institución de formación pueden diferenciar los niveles de autopercepción de competencia profesional. Para su posterior análisis, que también se utiliza el T-test para medidas independientes y la prueba de t para una muestra. El nivel de significación se mantuvo en p ≤ 0,05. Los resultados indican una interacción del campo profesional, experiencia profesional y la institución de formación con la auto-percepción de la competencia.According to Cheetham and Chivers (1998), the professional competence is a specific concept influenced by a variety of factors, including self and hetero perception of competence. In this line of understanding Nascimento (1999) says that professional success hinges not only on knowledge and procedures, but also of the domain demonstrated in relation with themselves. This study has, as main purpose, to examine the levels of competence self-perception in sport professionals. The sample consists of 1514 subjects who exercised their profession in three contexts of practice: Physical Education, Coaching and Fitness. We used three likert-type scales of self-perception of professional competence specific for the sport professional (adapted from Nascimento, 1999; Feitosa, 2002): one directed to PE teachers, the other to Coaches, and a third to teachers/instructors of Fitness In the data processing we used the basic descriptive measures and the multivariate analysis for dependent variables (General Linear Model Multivariate) to see if the factors professional area, professional experience and institution are different in the levels of self-perception of professional competence. For additional analysis we also used the T-test for independent measures and the T test for one sample. The significance’s level was maintained at p ≤ 0.05. The results indicate an interaction of the factors in the professional area, professional experience and institution with self-perception of competence.Segundo Cheetham e Chivers (1998), a competência profissional é um constructo específico influenciado por uma multiplicidade de factores, incluindo a auto e a heteropercepção de competência. Nesta linha de entendimento Nascimento (1999) refere que o sucesso profissional depende não só do conhecimento e procedimentos mas também do domínio demonstrado em relação aos mesmos. Este estudo tem como principal propósito examinar os níveis de auto-percepção da competência em profissionais do desporto. A amostra é constituída por 1514 sujeitos que exercem a sua actividade profissional em três contextos de prática: Educação Física, Treino e Fitness. Utilizaram-se três escalas de Autopercepção das Competências Profissionais Específicas do Profissional do Desporto (adaptadas de Nascimento, 1999; Feitosa, 2002): uma dirigida a professores de Educação Física, outra a Treinadores, e uma terceira a professores/instrutores de Fitness. No tratamento dos dados recorreu-se às medidas descritivas básicas e à análise multivariada para variáveis dependentes (General Linear Model Multivariate), para verificar se os factores área profissional, experiência profissional e instituição de formação são diferenciadores dos níveis de auto-percepção da competência profissional. Para as análise complementares, foram ainda utilizados o T-test para medidas independentes e o teste T para uma amostra. O nível de significância foi mantido em p≤0.05. Os resultados indicam uma interacção dos factores área profissional, experiência profissional e instituição de formação com a auto-percepção da competência.
URI: http://hdl.handle.net/10662/6594
Fecha: 2011


Ficheros en el ítem

Ficheros Tamaño Formato Ver
1885-7019_7_2_117.pdf 201.3Kb PDF Thumbnail

El ítem tiene asociados los siguientes ficheros de licencia:

Este ítem aparece en la(s) siguiente(s) colección(ones)

Mostrar el registro completo del ítem

Atribución-NoComercial-CompartirIgual 3.0 España Excepto si se señala otra cosa, la licencia del ítem se describe como Atribución-NoComercial-CompartirIgual 3.0 España

Buscar en Mi Dehesa


Listar

Mi cuenta

Estadísticas

Ayuda

Redes sociales