A língua como acto e como atitude. Da competência comunicativa às convenções culturais

DSpace/Manakin Repository

español português english

A língua como acto e como atitude. Da competência comunicativa às convenções culturais

Show full item record

Title: A língua como acto e como atitude. Da competência comunicativa às convenções culturais
Author: Figueiredo, Olívia Maria
Abstract: Hablar del lenguaje como un acto o actitud significa convertir al alumno en el centro de la tarea didáctica, permitiéndole un papel responsable y activo en todo el proceso de aprendizaje, a través de una perspectiva metodológica en la que se exige una participación protagonista y activa. Conocer cómo aprende el estudiante extranjero de PLE (PFL) es, por así decirlo, fortalecer las actividades más rentables para ayudar al alumno a alcanzar una habilidad sociocultural a fin de poder ser autónomo, usar los recursos en situaciones comunicativas significativas de acuerdo con al contexto sociocultural. Pasar de los actos a las actitudes implica no solo conocer el código simbólico que es el lenguaje, sino también saber cómo realizar la conexión entre el lenguaje y la cultura (como visión del mundo).Speaking of language as an act or attitude means to make the learner the centre of the didactic task, allowing him a responsible and active role in all the learning process, through a methodological perspective in which a leading and active participation is demanded. To know how the PLE (PFL) foreign student learns is, so to speak, to strengthen the most profitable activities in order to help the student to attain a sociocultural skill so as to be able become autonomous, using the resources in meaningful communicative situations according to the sociocultural context. Overcoming the acts towards the attitudes implies not only to know the symbolic code which is the language but also to know how to do the connection between language and culture (as the vision of the world).Falar de língua como acto e como atitude, significa fazer do aluno o eixo da tarefa didáctica, concedendo-lhe um papel activo e responsável em todo o processo, numa linha metodológica em que se pretende dele uma participação protagonista e activa. Conhecer como é que o aluno aprende é assim potenciar as actividades mais rentáveis para favorecer no aluno a aquisição de uma competência de comunicação e de uma competência sociocultural de modo a que, futuramente, ele seja capaz de se autonomizar, de mobilizar os recursos em situações de comunicação significativas e activar diferentes estratégias de acordo com o contexto sociocultural. Passar dos actos às atitudes implica não só conhecer o código simbólico que é a língua, mas também saber fazer a conexão entre língua e a visão do mundo que é a cultura.
URI: http://hdl.handle.net/10662/8221
Date: 2010


Files in this item

Files Size Format View
1888-4067_4_167.pdf 158.5Kb PDF Thumbnail

The following license files are associated with this item:

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Atribución-NoComercial-SinDerivadas 3.0 España Except where otherwise noted, this item's license is described as Atribución-NoComercial-SinDerivadas 3.0 España

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Help

Redes sociales