Violência e inocência: formas e funções da perspetiva infantil em romances do Brasil e de Angola

DSpace/Manakin Repository

español português english

Violência e inocência: formas e funções da perspetiva infantil em romances do Brasil e de Angola

Show full item record

Title: Violência e inocência: formas e funções da perspetiva infantil em romances do Brasil e de Angola
Author: Criegern, Friederike von
Abstract: Este artículo analiza novelas que representan eventos históricos desde la perspectiva de un niño. Por lo tanto, se analizan dos novelas lusófonas contemporáneas extraeuropeas. Nos preguntamos por qué los temas complejos son presentados por una voz narrativa que es limitada. Por ejemplo, encontramos funciones como la atribución de inocencia al protagonista, lo que aumenta la caída del héroe dramático, evita la censura al interpretar una posición supuestamente ingenua, o la posibilidad de leer el texto como una parábola sobre un país que pierde su inocencia o se encuentra al comienzo de su desarrollo. Además, señalarmos las estrategias narratológicas que se utilizan para compensar las limitaciones potenciales en esta situación narrativa.This article looks into novels that depict historical events from a child’s perspective. Herefore, two contemporary lusophone novels from outside Europe are analyzed. The question is why complex topics are presented by a narrative voice that is limited. For instance, we find functions such as attributing innocence to the protagonist thus increasing the dramatic hero’s fall, sidestepping censorship by construing a supposedly naïve position, or the possibility of reading the text as a parable on a country which either loses its innocence or is at the onset of some sort of development. Furthermore, I will point out narratological strategies that are used to make up for potential limitations in this narrative situation.O presente artigo pretende examinar romances que narram acontecimentos históricos através da perspetiva de uma criança, no caso, e a título exemplificativo, um texto brasileiro e outro angolano. Será analisada a escolha de uma instância narrativa limitada para expor um tema complexo, e salientadas funções tais como a marcação da posição do protagonista como inocente e, daí, a maior margem de queda, ou a tentativa de contornar a censura pelo recurso a uma visão supostamente ingénua. Discutir-se-á também a possibilidade de ler o texto como parábola sobre um país que está a perder a sua inocência, ou que se encontra no começo de uma nova fase de desenvolvimento. Além disso, serão apontadas estratégias narratológicas usadas para compensar eventuais limitações desta forma de relato.
URI: http://hdl.handle.net/10662/8514
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View
1888-4067_8_313.pdf 287.8Kb PDF Thumbnail

The following license files are associated with this item:

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Help

Redes sociales